sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Massa Pizza Hut alta e fofa Bimby

Não há como uma pizza caseira.....!!!!!

  Por vontade da minha princesa grande o cardápio semanal incluíria pizza sempre.....mas a verdade é que isso não acontece!!!....no entanto desde que tenho a minha ajudante das maravilhas as pizzas vão desfilando coloridas e cheirosas pela nossa cozinha!!!!!
 Fazem-se tão rápido, ficam tão boas e tão económicas que ir comprar feitas até é pecado.....não se podem comparar!!!!
Foi a primeira vez que fiz este tipo de massa alta e fofa.....confesso que somos perdidos por Pan Pizza da Pizza Hut, passo a publicidade, mas aqui por perto a que existia fechou.....resolvi então pesquisar uma receita e encontrei a tal especial no cantinho A Cozinha da Elsa.... que já conhecia.....e que adoro!!!!
 A receita da Elsa rendeu-me uma pizza grande e uma média pois não deixei a massa demasiado alta.....para o caso de não agradar e parecer estar a comer só pão,.....ficou hiper-mega boa...." hummmmm mãe que boa.....prova a minha" - dizia a filhota!!!!! Estava de tal forma boa que nem a consegui fotografar....apenas a grande teve direito a ser retratada para vos mostrar.
Ficaram tão simples e tão saborosas.....vou repetir pois ficou aprovadíssima esta massa!!!!! 



Ingredientes para a massa:

200 gr de água
3 c. de sopa de leite em pó ( usei marca branca )
1 c. de sopa de açúcar branco
2 c. de sopa de azeite
1 c. de chá de flor de sal Flor das Hortas
400 grs de farinha ( usei branca de neve )
1 saqueta de Fermento em pó


Preparação na Bimby:

Deite a água, a saqueta de fermento, o açúcar, o leite em pó e o azeite no copo da Bimby e programe 1 min./temp.37ºC vel. 3;
Junte a farinha e a flor de sal e programe 2 min, na velocidade Espiga;
Retire a massa do copo;
Passe a massa para uma superfície lisa e divida a massa conforme o tamanho de pizzas que queira fazer;
Com as mãos estique suavemente a massa até obter uma forma arredondada;
Deixe levedar durante 30 minutos ou um pouco mais tapada com um pano;
Passe a massa para um tabuleiro sem a mexer muito;



Ingredientes para o recheio da pizza fruta e mar:

Polpa de tomate para pizzas Flor das Hortas
Oregãos folhas Flor das Hortas
Queijo ralado para pizzas
Ananás de lata ou fresco
Banana
Delicias do mar

Nesta receita usei:





*No final da levedação recheie a gosto: 
- a 1ª camada de tomate
- a 2ª camada de queijo
- a 3ª camada com delicias, banana e ananás
- a 4ª camada novamente queijo
- por fim polvilhar com oregãos

 **Levar ao forno a 180ºC até que o queijo fique derretido - não é necessário pré-aquecer o forno




Não esqueçam.....saboreiem as maravilhas que a vida nos dá.....



Saber mais....

Se existe um prato que é quase uma unanimidade nacional na aceitação é a pizza. E sempre que falamos nela, lembramos dos italianos. Mas não foram eles que inventaram essa delícia, nem ela surgiu com as características que conhecemos: massa fina, molho de tomate, queijo derretido, recheio e uma pitada de orégano por cima. 

Diz a história que a primeira pizza apareceu há mais de 6 mil anos e era apenas uma fina camada de massa conhecida como “pão de Abrahão”, que os hebreus e egípcios consumiam. Ela se parecia com nosso pão sírio atual e também era chamada de “piscea”, daí o nome pizza . 
Os italianos, milhares de anos depois, incrementaram a pizza com o tomate, e ela era consumida dobrada ao meio como se fosse um sanduíche. Sua disseminação aconteceu durante a segunda metade do século XIX, em 1889, com dom Raffaele Espósito, um padeiro napolitano que servia o rei Umberto I e a rainha Margherita e, para agradar e inovar o cardápio, resolveu adicionar à massa, mussarela, tomate e manjericão, ingredientes que reproduziam as cores da bandeira italiana. E, em homenagem à rainha, ele batizou sua receita com o nome de pizza Margherita.

Na seqüência, padeiros mais criativos começaram a inovar e colocaram na pizza outros ingredientes, como o alho, o alicce e peixes da região. 
A fama de Nápoles correu o mundo e, assim, surgiu a primeira pizzaria: a Port'Alba. Ela era um grande ponto de encontro de artistas da época. Entre eles, estava Alexandre Dumas, que até mesmo citou em uma de suas obras algumas variações da pizza. Por muito tempo, ela era vendida em padarias e barracas de rua e consumida no café da manhã. De Nápoles para o resto do mundo foi “um pulo”, pois os imigrantes a levaram para vários países e a popularizaram. 

Ela chegou aos EUA, assim como ao Brasil, por intermédio dos imigrantes italianos. Por muito tempo, só se encontravam pizzarias nos redutos e colônias italianas. Hoje, essa famosa delícia está em qualquer lugar das cidades. 
O Dia da Pizza é comemorado em 10 de julho, desde 1985, em São Paulo. A data foi instituída pelo então secretário de turismo, Caio Luís de Carvalho, por ocasião de um concurso estadual que elegeria as 10 melhores receitas de mussarela e margherita. Empolgado com o sucesso do evento, ele escolheu a data de seu encerramento, 10 de julho, como data oficial de comemoração 

http://www.velhosamigos.com.br/datasespeciais/diapizza.html



Fonte da receita: Blog A cozinha da Elsa