sábado, 21 de setembro de 2013

Parceria - Suldouro


Parceria Navires - Suldouro

É com muito gosto que vos venho dar a conhecer a parceria com a empresa Navires - Suldouro.
Recebi um simpático email do Sr. José António Mendes, que me abriu as portas da sua empresa convidando a visitar as instalações da mesma,com sede em Vila Nova de Gaia.
Por me encontrar a uma distância considerável, de momento não é possível fazer esta visita, a qual espero realizar proximamente e poder conhecer o Sr. José António Mendes.

Para saber mais sobre a Navires - Suldouro vá a:
http://www.navires.pt/home.asp


Grata pela confiança.


Deixo-vos então a história ..a evolução desta empresa reconhecida pela excelente qualidade dos seus produtos.

A Suldouro é uma marca recomendada pelos consumidores como sabor do ano 2013.



A Navires nasce em 1971, mais precisamente no dia 8 de Setembro, quando Adão Gonçalves, José Brito Mendes e Agostinho Silveira após mais de 25 anos a trabalhar em empresas do ramo, decidem que está na hora de tentarem também eles a sua sorte. Alugam um Rés do Chão, com cave, na Rua José Mariani, 480, em V. N. de Gaia, com pouco mais de 300m2 e assim começam a trabalhar.

O principal sempre foi as especiarias mas no arranque outros produtos como café, cevada e pastilhas elásticas também ajudaram a fazer volume de trabalho e facturação. Tudo era feito á mão pelo que chegaram, após poucos meses a ter quase 20 pessoas a empacotar as especiarias Suldouro. O espaço era reconhecidamente muito limitado para o crescimento obtido e o armazenamento muito problemático, não permitindo comprar matéria prima nas quantidades desejadas. O próprio manuseio era difícil pois as caixas de 120Kg de especiarias tinham de ser descarregadas às costas para a cave.

Nos anos 80 as soluções de espaço foram sendo inventadas e a imagem da marca Suldouro sofria as primeiras alterações, tentando acompanhar as cada vez maiores solicitações do mercado em que já despontavam as grandes superfícies.

Em 1995, finalmente novas instalações, com condições que permitiram automatizar o ciclo de empacotamento, armazenar matéria prima nas quantidades entendidas como convenientes, desenvolver novos produtos, modificar embalagens não só a nível de design como de funcionalidade, adquirir novos equipamentos enfim equipar uma empresa para o início do novo século que se aproximava.

Esta história não está completa e todos os dias se escrevem novas páginas através do esforço e dedicação de todos os que dia a dia colaboram para fazer da Navires uma empresa reconhecida pela qualidade dos seus produtos e pela atenção que dispensa aos seus clientes, sem os quais nada disto teria acontecido.