quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Rolo de novilho recheado com bacon e queijo

E as batatinhas deliciosas!!!

Os posts com carnes vermelhas aqui no blog contam-se pelos dedos de uma mão. De fato não somos apreciadores desta carne, mas de vez em quando introduzo na ementa uma refeição que a inclua e assim vamos diversificando a alimentação e comendo um pouco de tudo. 


 Para o rolo
Ingredientes:
750 gr de carne de novilho picada - pojadouro
1 ovo
Fatias de bacon
Fatias de queijo semicurado Gran Capitán
Q.b. de flor de sal Pimensor
Q.b. de coentros folhas Pimensor
Q.b. de salsa seca folhas Suldouro
Q.b. de moinho 3 pimentas Suldouro
Q.b. de noz moscada Suldouro
Q.b. de cravinho moído Suldouro
Q.b. de pão ralado
Q.b. de leite
Q.b. de vinho branco


Preparação do rolo:
Coloque a carne numa tigela funda e adicione todos os ingredientes excepto o leite, o vinho e o pão ralado e envolva bem com as mãos;
De seguida junte os ingredientes líquidos a pouco e pouco até obter a consistência desejada;
Sobre papel vegetal molde um rectângulo com cerca de 2 dedos de grossura e espalme;
Cubra toda a carne com o bacon e o queijo e enrole com ajuda do papel vegetal;
Regue um tabuleiro com azeite e coloque o rolo no centro - polvilhe com pão ralado e regue com mais azeite;
Em redor do rolo coloque pedaços de manteiga de alho e vinho;
Leve ao forno a 180ºC/200ºC tapado com papel de alumínio-vigie o forno e se necessário deite água em redor da carne para não queimar:
Quando estiver cozinhado retire o papel e deixe dourar; 


Preparação do molho:
Retire o rolo do tabuleiro e corte em fatias;
Ao líquido que ficou no tabuleiro junte um pacote de natas e deixe ferver retificando os temperos.


 
Sirva com batatinhas assadas com tempero a gosto.....sem esquecer o delicioso molho e o cebolinho fresco Aromáticas Vivas.


Sirva esta refeição em companhia das excelentes azeitonas Cachola & Muacho...
 ....e delicie-se....!!!


Acompanhe este prato com:
Vinho Tinto Penedo Gordo 2011
Visual: Cor granada e concentrada.
Aroma: Aromas intensos e frutados, frutos vermelhos.
Boca: Macio e aveludado. Bem estruturado, os taninos e a acidez estão
bem conjugados com a fruta abundante.
Deve ser servido a uma temperatura entre 16ºC e 18ºC.

Um excelente vinho alentejano para acompanhar enchidos!!!


Nesta receita usei:







           

Agradeço às empresas referidas os excelentes produtos enviados.




Não esqueçam......saboreiem as maravilhas que a vida nos dá.... 







Fonte: Auto-criação





quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Bolo húmido de batata doce e laranja

.......fiquei rendida a esta maravilha....

As batatas doces têm abundado cá por casa ultimamente e eu sem saber o que fazer com elas. Na verdade nunca fui muito apreciadora deste tubérculo adocicado e como tal apenas o utilizava em sopas cremosas mas em pouca quantidade.
Depois de pensar e pesquisar sobre receitas doces para me decidir a fazer algo...encontrei na blogosfera imensas ideias mas as que mais me cativaram não eram receitas bimby....ohhhhhhhh...!!!! então decidi criar a minha receita bimby usando como base 2 dos produtos que mais abundam cá em casa e biológicos por certo.
Garanto-vos que a combinação entre a batata doce e a laranja é perfeita!!!!.


Ingredientes:
350 gr de batata doce - peso depois de cozida e escorrida
1 laranja grande - raspa e sumo
5 ovos M
200 gr de açucar branco
70 gr de farinha para bolos
70 gr de amido de milho
1 c. chá de fermento para bolos
1 c. chá de canela Suldouro
1 c. chá de gengibre em pó Suldouro
Q.b. de flor de sal Rui Simeão Tavira Sal


Bimby
Preparação:
Cozer a batata doce e triturar até obter um puré - reserve;
* Pré-aquecer o forno a 180ºC
Colocar uma tigela sobre a tampa da bimby, marcar a balança a 0 e pesar as farinhas;
Depois de pesar as farinhas juntá-las numa tigela e envolvê-las junto com o fermento, o gengibre e a canela - reservar;
Separar as claras das gemas;
Bater as claras com uma pedra de sal durante 5 min. temp. 37ºC vel. 4 - reserve;
Sem lavar o copo deitar as gemas e o açucar e programar 1 min. vel. 2-3-4;
Juntar o puré da batata e a raspa da laranja e envolver mais uns segundos na vel. 3;
Com a bimby em movimento na vel. 2 deitar colheres das farinhas e especiarias até obter um creme homogéneo;
Por fim envolver suavemente as claras com uma espátula;
** Levar ao forno em forma retangular untada e polvilhada até o bolo estar cozido e dourado;

- Retirar o bolo do forno e deixar arrefecer um pouco
- Manter o bolo na forma e regá-lo com todo o sumo de laranja reservado
- Cortar em retangulos, quadrados, triângulos....


Este é um bolo muito fofinho e húmido....


A batata doce dá um sabor e textura bem diferente a este bolo....experimente!!!


Irresistível.....com um café ou chá....
A imagem não engana!!!


Nesta receita usei:








Agradeço às empresas referidas os excelentes produtos enviados.





Não esqueçam.....saboreiem as maravilhas que a vida nos dá....






segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Trança folhada com queijo e oregãos

Quente ou fria......mas deliciosa!!!

Receitas simples e fáceis tornam-se maravilhosas quando as completamos com produtos tradicionais...falo dos excelentes produtos da Quinta dos Fumeiros que já nos conquistaram cá em casa pelo seu sabor a tradição, o seu sabor genuíno que me leva aos tempos de infância e ao cheiro do fumeiro onde os enchidos descansavam vários dias ..até estarem prontos para degustar em família.
Esta trança pode ser uma excelente entrada, ser servida em tapas ou até mesmo como um prato principal quando acompanhada de uma deliciosa salada.


Ingredientes:
1 placa de massa folhada retangular fresca
Q.b. de queijo semicurado Gran Capitán
Q.b. de oregãos folhas Pimensor


Preparação:
Retirar a massa do frio e deixar à temperatura ambiente 5 minutos;
Esticar a massa deixando o papel que a envolve;
Ralar o queijo de forma a preencher toda a superfície da massa;
Polvilhar generosamente com os oregãos e enrolar a massa;
Com uma faca bem afiada cortar o rolo ao meio deixando cerca de " 3 dedos " por cortar;
Segurar nas duas partes e ir enrolando de forma a obter um género de trança;
* o queijo que cair ao enrolar pode ser colocado por cima da trança bem como mais oregãos;
Coloque a trança num tabuleiro e leve ao forno a 180ºC até a massa folhar e dourar;
**Poderá pincelar com azeite, leite ou ovo batido


 Cortar a trança com uma faca de serra pois é a mais adequada para este tipo de prato...


Sirva com fatias de lombo do cachaço Quinta dos Fumeiros e delicie-se.....maravilhoso....


 Aromatize e dê beleza a este prato com alecrim Aromáticas Vivas.



Sugiro que acompanhe este prato com:
Vinho tinto Herdade do Penedo Gordo
Visual límpido e ruby carregado
Aroma: intensidade aromática a especiarias e a frutos vermelhos maduros
Boca: boa complexidade, taninos bastante integrados e macios. Final elegante e longo.
Deve ser servido a uma temperatura entre 16 e 18ºC



Nesta receita usei:

                     





Agradeço às empresas referidas os excelentes produtos.




Não esqueçam....saboreiem as maravilhas que a vida nos dá.......
















Parceria Cherosabor

É com imensa satisfação que comunico a parceria entre este blog e a Cherosabor.


A Cherosabor transforma a raiz que remonta os tempos antigos na Euroásia juntando sabores intensos desafiando o palato mais refinado.
A Cherovia é também chamada por  chirivia, cherivia, cherívia, cheruvia, pastinaca ou pastinaga.
Muito antes do uso da batata, a cherovia ocupava o seu lugar. É uma raiz que se compara com a cenoura, embora mais pálida e com sabor mais intenso do que esta.
Tem um poder nutritivo excepcional em que as suas características por 100g consistem em:

55 kcal, 230 kJ
Glúcidos: 19 g
Fósforo: 360 mg
Fibra: 2g
Ferro: 0,7 mg
Sódio: 12 mg
Potássio: 541 mg
Vitamina A: 30,0 UI
Tiamina: 0,08 mg
Riboflavina: 0,09 mg
Niacina: 0,2 mg
Vitamina C: 16 mg

Atreva-se a degustar o doce da raíz que o levará até aos tempos mais remotos.

CHEROVIA

A Cherovia, chirívia, cherovia, cheruvia ou pastinaga - Pastinaca sativa é uma raiz que se usa como hortaliça, relacionada com a cenoura, embora mais pálida e com sabor mais intenso do que esta. O cultivo remonta a tempos antigos na Eurásia: antes do uso da batata, a cherovia ocupava o seu lugar. Em Portugal, é cultivada na região da Serra da Estrela.

Valor Nutritivo em 100g: Glúcidos: 19 g 55 kcal, 230 kJ - Fósforo: 360 mg - Fibra: 2g - Ferro: 0,7 mg - Sódio: 12 mg - Potássio: 541 mg - Vitamina A: 30,0 UI - Tiamina: 0,08 mg - Riboflavina: 0.09 mg - Niacina: 0,2 mg - Vitamina C: 16 mg.

No Prato: Dadas as suas características, devem ser cozidas em água e sal e cortadas em fatias finas, no sentido longitudinal, temperando-se com sal e sumo de limão. Em seguida, passam-se por um polme, feito com ovo e farinha, fritas em azeite ou óleo e servem-se.



 

 

 

 

 

 

Agradeço à Cherosabor o envio destes excelentes produtos.

sábado, 25 de janeiro de 2014

Queijada de leite e laranja

Um miminho para a Leonor Cerveira...

O blog " Na cozinha da Leonor " festeja o seu 1º aniversário e como tal eu preparei uma maravilha muito simples mas também deliciosa, juntando-me assim a todos aqueles que fizeram ou estão a fazer iguarias para surpreender a querida Leonor e participar no passatempo que está a promover.
Fiz uma queijada deliciosa partindo da receita do bolo de laranja inteira do livro Base.


Ingredientes:
1 laranja grande 

3 ovos médios
250 gr de açúcar pulverizado
400 gr de leite magro

50 gr de farinha para bolos
50 gr de amido de milho
60 gr de margarina vegetal

1 c. chá de açucar baunilhado Suldouro
1 c. café de gengibre pó Suldouro
1 c. café de fermento em pó para bolos


 Bimby
Preparação:
Pulverizar o açucar e reservar;
Descascar a laranja e limpar de caroços; 
Partir a laranja ao meio, colocar no copo da bimby e programar 10 seg. Vel. 5-7-10;
Retirar a tampa baixar os resíduos e programar mais 10 seg. Vel. 9/10;
Juntar o açúcar e programar 20 seg. Vel. 5-7;
Colocar a borboleta e adicionar os ovos e a margarina programando 3 min. Vel. 4 temp. 37ºC;
Adicionar a farinha, o fermento, o açucar baunilhado, o gengibre e o amido e marcar 20 seg. Vel. 3;
Por fim juntar o leite e envolver 15 seg. Vel. 3;
Untar e polvilhar com farinha uma tarteira ou prato de cerâmica para forno e deitar o preparado.
Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC até estar cozido - não deixe que a queijada fique muito cozida pois tornar-se-à seca e pouco húmida.
*Decore com laranja



Verificará que a queijada vai crescer imenso, ficará gretada e ao retirar do forno irá baixar!!!!


A consistência é suave, algo cremosa e húmida...


A queijada está servida.....parabéns Leonor!!!


Nesta receita usei:


















Agradeço à empresa referida os excelentes produtos enviados.





Não esqueçam.....saboreiem as maravilhas que a vida nos dá....




quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Tarte rústica terra e mar

.....deliciosa, linda...e fácil....

Há dias em que temos mesmo que descomplicar as refeições porque o tempo é pouco...!!!!
Uma das coisas que tenho sempre em casa é massa quebrada ou folhada pronta a usar......e....garanto-vos que com um pouco de imaginação e uma voltinha pelo frigorifico e despensa conseguimos dar cor e sabor a uma refeição rápida.



Ingredientes:
1 placa de massa quebrada fresca
2 ovos
1 banana
1 lata pequena de pêssego em calda
Q.b. de queijo semicurado Gran Capitán
Q.b. de flor de sal Pimensor
Q.b. oregãos folhas Pimensor
Q.b. de tomate polpa temperado Pimensor
Q.b. de moinho 3 pimentas Suldouro
Q.b. de mortadela
Q.b. de atum
Q.b. de delícias do mar
Q.b. de salsa Aromáticas Vivas


Preparação:
Ligue o forno a 180ºC
Estenda a massa quebrada e sem tirar o papel que a envolve coloque-a numa forma de tarte com fundo amovível;
Barre a base da massa com o tomate e rale queijo suficiente para cobrir o tomate;
Disponha por cima do queijo a mortadela em tiras, o atum "desfiado", as delícias em pedaços; a banana e metade do pêssego;
Bata os ovos numa tigela, tempere-os de sal, pimenta e salsa muito picadinha e deite sobre os restantes ingredientes;
Termine alternando triângulos de queijo e fatias de pêssego;
Polvilhe com oregãos.
* Dobre o excesso de massa para dentro de forma irregular para dar à tarte um ar rústico.
** Leve ao forno até estar dourada


Uma tarte deliciosa e colorida com uma excelente combinação do queijo com o pêssego!!!


Experimentem dando asas à imaginação....esta tarte é muito versátil...


As azeitonas mistas Cachola & Muacho são uma excelente opção para servir com este prato! 
Um produto SANZÉ



Sugiro que acompanhe este prato com:
Vinho Verde Arca Nova Loureiro 2012
Aroma: Intenso e frutado com aromas de frutos tropicais como a manga e a banana. Vincadas notas florais que se misturam com a fruta abundante. 
Paladar: apresenta-se com uma estrutura bem definida e frescura ativa com uma acidez crocante.
Deve ser servido entre 8ºC e 12ºC



Nesta receita usei:



                                 




















Agradeço às empresas os excelentes produtos enviados.




Não esqueçam.....saboreiem as maravilhas que a vida nos dá.....






Fonte: Auto-criação