domingo, 28 de dezembro de 2014

Azevias de grão


Aqui no meu alentejo as Azevias são sem dúvida os fritos do Natal....a par das filhoses, dos borrachões, dos fritos de abóbora...!!!!. Na minha zona o grão de bico é por excelência o ingrediente de eleição para o recheio, contudo há quem lhe junte amêndoa ou coco. Para mim as azevias de grão são exatamente isso, feitas com grão e bem aromatizadas, de forma a que quando nos deliciamos com elas possamos sentir uma massa suave e cremosa.
A tradição manda que as azevias se façam na Época Natalícia, ou seja até ao dia de Reis, não é necessário que sejam feitas todas de uma vez, pois o recheio aguenta vários dias no frio.
Fiz uma pequena quantidade para a Consoada e tenho metade do recheio guardado para o Ano Novo, assim teremos Azevias mais estaladiças e apetitosas.


Bimby-Thermomix
Ingredientes para a massa :
100 ml de água morna
1 cálice pequeno de aguardente - usei whisky
250 gr de farinha sem fermento
40 gr de banha - usei caseira
2 c. de sopa de azeite
1 pitada de sal Rui Simeão Tavira Sal

Preparação da massa:
No copo da bimby colocar a banha e o azeite e programar 2min./temp.100ºC/vel.2;
Juntar a água morna, a aguardente ou whisky, a farinha e o sal e programar 20seg./vel.6; Passar a massa para uma tigela, tapar e deixar arrefecer/descansar 2 horas (não levei ao frio);

Ingredientes para o recheio:
520 gr de grão de bico cozido - peso sem goma e bem escorrido
100 gr de água
200 gr de áçucar amarelo
1 pitada de sal Rui Simeão Tavira Sal
1 pau de canela Suldouro
1 c. de café de canela em pó Suldouro
Raspa fina de 1 limão
Raspa fina de 1 laranja
1 c. chá de açucar baunilhado

Preparação do recheio:
Com o copo da bimby lavado colocar o grão e triturar até obter uma massa homogénea, podendo ir até à vel.9 - convém ir fazendo descer os resíduos do copo para que todo o grão fique com igual textura - reservar;
No copo deitar a água, os açúcares, o pau de canela e programar 12min./var./vel.colher;
Retirar o pau de canela;
Juntar o grão, o sal, a canela, a raspa de limão, de laranja e programar 8min./100ºC/vel.1;
No fim do tempo misturar 20seg./vel.5;
Retirar o creme do copo e deixar arrefecer;

*Convém fazer o recheio de véspera

Montagem das azevias:
Estender a massa com um rolo sobre uma superfície enfarinhada;
A massa deve ficar bem fina mas não em excesso pois pode romper;
Rechear com o creme de grão - quantidade a gosto;
Usar uma carretilha ou uma caneca para cortar as azevias;
Fritar numa mistura de óleo com azeite, bem quente, tendo o cuidado de regar a superfície de cada azevia com colheradas da gordura para que a massa possa empolar;
Retirar todo o excesso de gordura colocando as azevias em papel de cozinha absorvente;
*Polvilhe com açucar - opcional



Não esqueçam.....saboreiem as maravilhas que a vida nos dá....







Fonte: Adaptado de Um Natal só para gulosos Dez. 97 Pingo Doce

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Nevado de bolacha e coco


O Natal com Neve é maravilhoso, é mágico.....!!!!. Confesso que fico presa ao ecran da televisão com filmes de Natal, sejam eles para crianças ou não.....gosto de todos.....e quando a neve faz parte do enquadramento da história (se assim lhe posso chamar) adoro ficar aconchegada no sofá e embora vos possa parecer uma grande parvoice, parece que fico com mais frio.
Apesar de já ter visto e estado em contacto com a neve várias vezes, nunca passei um Natal a ver a neve cair lá fora.....adorava, pode ser que em breve, por agora fico com muitoooooo frio.
Se não tenho neve....crio o meu cenário de neve...e modéstia à parte ficou muito bonito....!!!.
Uma sugestão que nos fizésse lembrar a neve, foi o que decidi fazer...algo simples, bom e branquinho como a própria neve. Podia ser um bolo de bolacha qualquer mas não é...é o meu NEVADO.



 Bimby-Thermomix

Ingredientes:

3 pacotes de bolachas retangulares doces
500 ml de natas Dolce Fanny da Sodifer
300 ml de café frio Expresso Clássico torrado moído Torrié 
1 c. chá de canela em pó Suldouro
1 c. de sobremesa de gelatina em pó
3 c. sopa de água fria
5 c. sobremesa de açucar em pó
Q.b. de coco seco ralado

Preparação:
Coloque as natas na porta do congelador 15 minutos antes de as utilizar;
Comece por deitar a gelatina numa taça com a água fria - reserve;
Bata as natas na bimby, com a borboleta, 2min./vel.3 vigiando para que não passem a manteiga;
Junte o açucar e envolva mais 15seg./vel.3;
Leve ao microondas a taça com a gelatina cerca de 20segundos, mexa bem e adicione de uma só vez às natas programando mais 15seg./vel.3 - reserve no frio;

**Coloque papel vegetal no fundo de uma forma de aro amovível retangular ou unte com óleo;
Comece por preparar o café com a canela e o licor mexendo bem;
Embeba bolachas no café sem deixar que amoleçam muito e coloque uma primeira camada no fundo da forma;
Retire o chantilly do frio e com uma espátula espalhe uma camada de creme sobre as bolachas;
Alterne camadas de chantilly e de bolachas embebidas em café até terminar os ingredientes; 
A última camada é de chantilly - com um garfo forme picos puxando o chantilly;
Termine com uma boa camada de coco e decore a gosto;
Leve ao frio cerca de 2 horas para solidificar;





Não esqueçam......saboreiem as maravilhas que a vida nos dá....




Nesta receita usei:





































O meu agradecimento às empresas referidas pelos excelentes produtos enviados.







Fonte: Auto-criação


sábado, 20 de dezembro de 2014

Bacalhau gratinado em cama de camarão e azeite aromatizado


Existem 1001 maneiras de fazer bacalhau, é o que se diz quando se fala do fiel amigo....aquele que não pode faltar à mesa pelo menos em ocasiões especiais como é a Consoada.
Mesmo confecionado da forma mais simples, o bacalhau é Rei....adorado e idolatrado por quase todos, o seu único senão é o preço que se paga por ele.
O bacalhau, foi ao longo dos tempos incorporado na nossa alimentação e ainda hoje é um dos ingredientes mais utilizados em pratos típicos portugueses.
Cá em casa somos bastante apreciadores de bacalhau e ficamos rendidos a uma boa refeição, que seja quente preferencialmente.
Trago-vos uma receita de forno bem simples e saborosa!!!!.


Ingredientes:  
2 lombos de bacalhau congelado dessalgado Riberalves
100 ml de azeite aromatizado com louro e alecrim 

150 ml de leite evaporado
1 colher de chá de alho em pó Chaparral - Pimensor
1 colher de sopa com sumo de limão ou laranja
100 gr de queijo parmesão ralado - de preferência no momento
1 pitada de noz-moscada Suldouro

1 pitada de pimenta branca Suldouro
 2 ovos
 

Para o empratamento:
Camarões de tamanho médio cozidos, sem casca e com cauda - comprei já cozidos

Q.b. de azeite aromatizado com louro e alecrim
1 raminho de alecrim


Preparação:
Descongele os lombos de bacalhau na última prateleira do frigorifico;

Retire as espinhas visíveis/maiores e também a pele, tarefa que fará facilmente com ajuda de uma faca;
Tempere os lombos com o alho em pó e o limão ou laranja;
Num pyrex de forno deite metade do azeite e coloque os lombos temperados;
Numa tigela envolva o leite evaporado com as gemas, a pimenta, a noz-moscada e o parmesão - reserve;
Bata as claras até estarem firmes e adicione-as suavemente ao preparado anterior;
Cubra os lombos com esta mistura e regue com o restante azeite;
Leve ao forno durante aproximadamente 15/20 minutos (depende do tipo de forno);

Empratamento:
Coloque nos pratos de servir os camarões, sobre estes os lombos gratinados e regue com umas gotas de azeite aromatizado.
Decore com alecrim e acompanhe com uma saudável salada de agrião.






Uma delícia.....






Não esqueçam......saboreiem as maravilhas que a vida nos dá.....





Fonte: Auto-criação

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Estrelas doces com requeijão, arandos e nozes


Gosto tanto de requeijão, seja em salgados ou doces é sempre bem vindo.....e só com açucar e canela....uma maravilha..!!!!.
Quando recebi o cabaz da Saloio, a minha preocupação foi ver a data de validade dos requeijões e utilizá-los de forma simples....em sugestões nas quais o delicioso sabor e textura fossem notórios.
Fiz então por esses dias esta delícia e outra parecida, cujo sabor e simplicidade nos cativaram.
Tive também como intuito apresentar este prato como sugestão Natalícia.


 Serve 2

Ingredientes:
1 requeijão light Saloio
6 crepes doces de compra
Q.b. de açucar amarelo granulado
Q.b. de arandos desidratados - pode usar frescos
Q.b. de nozes em pedacinhos
Q.b. de açucar em pó
Q.b. de licor de frutos vermelhos

Preparação:
Desfaça o requeijão com um garfo;
Com um cortante em forma de estrela, corte os crepes;
Agrupe-as em conjuntos de três, alternando-as com o requeijão, açucar granulado, arandos e nozes;
Termine com requeijão, arandos, nozes, açucar em pó e o licor
* Decore com um raminho de hortelã e sirva





Não esqueçam.....saboreiem as maravilhas que a vida nos dá.....





Agradeço à Saloio os produtos enviados.






Fonte: Auto-criação

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Gratinado de couve-flor


A couve-flor gratinada é um prato suculento, que deve ser servido quentinho, principalmente nos dias frios.  
Esta receita fica deliciosa e é muito rápida e fácil de fazer. Quando sai do forno a crosta dourada é tão apetitosa..!!!.
É uma excelente sugestão para um almoço ou jantar mais leve ou como acompanhamento. Fica tão leve, crocante e saborosa que até as crianças adoram....um sabor muito próximo ao da lasanha de legumes.
Fica então este gratinado como sugestão para as refeições de Natal.....porque sabe tão bem ligar o forno.


Ingredientes:
1 couve-flor média
2 ovos batidos
6 c. sopa de leite magro
6 c. sopa de natas magras
2 c. sopa de azeite + azeite para pincelar o refratário
3 c. sopa de farinha de trigo sem fermento
4 c. sopa de queijo ralado - usei mozarella
1 c. café de fermento em pó para bolos
Q.b. de Sal & Aromas especial Saladas Flor das Hortas-Pimensor
Q.b. de pimenta branca Suldouro
Q.b. de noz moscada Suldouro
Q.b. de coentros folhas Chaparral-Pimensor
Q.b. de salsa folhas Chaparral-Pimensor


Preparação:
Comece por limpar e lavar a couve dividindo-a em pequenos raminhos;
Cozinhe a couve num tacho com água e sal ou ao vapor - eu cozinhei ao vapor na bimby enquanto fazia arroz;
Se cozer a couve no tacho tente que não se desfaça, escorra-a bem e reserve;
Com os restantes ingredientes faça um preparado misturando-os numa tigela;
Depois de ter a couve cozida, pincele um refratário com azeite e disponha os raminhos por todo o espaço;
Despeje o preparado sobre a couve, abane o refratário e leve ao forno pré-aquecido a 180ºC.



Não esqueçam.....saboreiem as maravilhas que a vida nos dá.....




Nesta receita usei:


Agradeço às empresas referidas os excelentes produtos enviados.







Fonte: Adaptado do Blog Panelaterapia

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Aletria Dourada

Este é um post especial e diferente de todos os que tenho no meu/nosso cantinho.
A Ana, a cozinheira do Blog Da Nossa Cozinha, fez-me um convite irrecusável, participar no desafio Amigo Blogger Secreto 2014.
Depois de trocar algumas palavras com a Ana e tirar dúvidas, aceitei de imediato e juntei-me a tantos outros bloggers, que hoje dia 17 de Dezembro enchem a blogosfera de "miminhos" maravilhosos.....uns doces outros não....!!!!!.
Foi um prazer imenso fazer parte deste desafio, na tentativa de "deixar" curiosa e expectante uma pessoa que não conheço e que não me conhece. A curiosidade é algo que me caracteriza e confesso que tenho andado muitoooo mas muitoooo curiosa.....!!!.
Hoje é o dia da NOSSA grande festa......obrigada Ana pelo convite!!!.


Este desafio consistiu em conhecer o Blog que me "saiu" em sorteio (sem contactar a pessoa que está por detrás do Blog), através do seu Cantinho-Blog/ Facebook/ Instagram; idealizar uma receita para presentear o meu Amigo Blogger Secreto; preparar um post para "lançar" hoje, desvendando o "Amigo Blogger Secreto", ou seja dar a conhecer o blog em questão e incluir a receita escolhida e fotos do que confeccionei. 
O blog que me "saiu" em sorteio era desconhecido para mim, contudo foi uma doce e agradável surpresa descobrir o cantinhodosdocesfamalicao, o blog da Marta Oliveira.....um cantinho com miminhos muito doces, que a Marta adora preparar para a família e partilhar com todos nós. Eu já conheço este delicioso cantinho e aconselho a que o visitem e descubram também, basta clicar no link que apresento acima.

Quando vi o nome do Blog da Marta fiquei curiosa e intrigada....."famalicao" (como refere o link), poderia ser muita coisa....um sobrenome, o nome de uma rua, uma "terra"....nada melhor que ver com olhos de ver e ler..!!!. Pois é, a Marta mora na cidade de Famalicão ou melhor, Vila Nova de Famalicão. Curiosamente é uma cidade que não conheço mas ainda este verão estive lá tão perto...Braga, Guimarães, Porto...uma zona linda do nosso país. 
Como já vos disse sou curiosa, curiosidade da boa (muitos risos) e lá fui eu, com a minha "mania" das pesquisas saber algo mais sobre esta cidade que deve ser linda....vou lá logo que puder...!!!....fiquei encantada com o maravilhoso Brasão da cidade que podem ver aqui, composto por diversas torres, três cachos de uvas verdes e três româs abertas, extremamente lindo..,no Concelho, em São Miguel de Ceide viveu Camilo Castelo Branco....!!!. 
A partir daqui fiquei a pensar na forma de presentear a Marta neste dia especial....sendo o seu Blog um cantinho de doces, achei que, fazia todo o sentido presenteá-la com a minha receita de Aletria dourada, uma sobremesa tradicional portuguesa, que se prepara de norte a sul do nosso país, embora com algumas variantes de zona para zona. 
Sendo a aletria doce uma iguaria de eleiçao para a Consoada na maior parte das "mesas portuguesas" e apreciada por muitos, acredito que a Marta e família também apreciem ou que pelo menos experimentem esta minha receita. 




Ingredientes:
150 gr de massa Aletria (também lhe chamo cabelo de anjo)
1 L de leite + 150 ml para desfazer a farinha Custard
75 gr de açúcar amarelo 
75 gr de açucar branco
1 c. sopa rasa de margarina liquida
Casca de 1 limão maduro mas rijo
Casca de 1 laranja madura
1 pau de canela Suldouro
1 c. café rasa de erva doce Suldouro
1 c. chá de açucar baunilhado Suldouro
3 c. sopa rasas de farinha Custard
Q.b. de canela em pó Suldouro 
Q.b. de açucar dourado
Q.b. de romã madura

Preparação:
Num tacho leve ao lume o leite, os açúcares, a casca do limão, a casca da laranja e o pau de canela;
Quando o leite começar a ferver baixe a temperatura, adicione a massa em pedaços e a margarina e mexa;
Deixe cozer aproximadamente 12 minutos - vá mexendo;
Dissolva a farinha Custard nos 150 ml de leite e adicione envolvendo bem;
Junte a erva doce e volte a envolver bem;
Deixe cozinhar em lume brando mais alguns minutos para que a farinha coza e torne a aletria cremosa;
Terminado o tempo retire o pau de canela e as cascas dos citrinos e deite o preparado numa travessa de servir;
Faça uma decoração a gosto com a canela em pó e o açucar dourado;

*Sirva morna ou à temperatura ambiente acompanhada com bagos de romã e/ou uvas.







Não esqueçam.....saboreiem as maravilhas que a vida nos dá....


Gosto dos pequenos gestos, das pequenas partilhas da vida, isso faz-me feliz....!!!!.
Nesta época Natalícia os pequenos gestos de amizade e carinho têm ainda mais e melhor sabor.



"A amizade é o mais levantado dos humanos sentimentos."
Camilo Castelo Branco



Votos de um Santo e Feliz Natal para a Marta e família e para todos aqueles que seguem "os passos deste cantinho..."








Fonte: Auto-criação


domingo, 14 de dezembro de 2014

Gelatina Natalícia


O Natal está à porta e todos sabemos, que é uma época festiva em que não resistimos a um doce pecado. 
Os doces típicos de Natal são deliciosos mas contêm muito açucar, o que não permite a diabéticos ou pessoas que estão a fazer um regime alimentar cair na tentação. 
Se os cuidados com a alimentação se têm que manter em épocas festivas, porque não optar por sobremesas apelativas mas isentas de açucar.
A Condi tem no mercado os preparados para gelatina com 0% açucar e light mas que contêm Stevia, um adoçante natural.  Basta ter alguma criatividade e a mesa da consoada terá sobremesas para todos.
Deixo-vos não uma receita mas sim uma sugestão de apresentação desta gelatina, a qual me parece bastante bonita e apelativa.


Ingredientes:
1 embalagem de preparado para gelatina de framboesa Condi
Q.b. de água
Q.b. de framboesas frescas
Q.b. de coco ralado seco - pode usar fresco laminado

Preparação:
Prepare a gelatina de acordo com as instruções da embalagem;
Divida o preparado por copinhos/tacinhas e leve ao frio;
Quando a gelatina estiver totalmente solidificada desenforme sobre um pequeno prato de servir - este processo será mais fácil se colocar alguns segundos as tacinhas num recipiente com um pouco de água quente;
Cubra com coco ralado e decore com as framboesas;
*Também poderá optar por colocar algumas framboesas envolvidas no preparado e depois dividir pelas tacinhas



Uma maravilha tão simples!!!!




Não esqueçam.....saboreiem as maravilhas que a vida nos dá.....





O meu agradecimento à Condi pelos produtos enviados.









Fonte: Auto-criação

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Ofertas Chaparral-Flor das Hortas-Incopil-Pimensor




UMA HISTÓRIA COM MUITO SABOR

Foi há cerca de 50 anos que 14 empresas, das 20 que em todo o país se dedicavam à produção de pimentão colorau, decidiram unir as suas forças. 
Nascia a Incopil. Poucos anos depois, com a entrada de Portugal na União Europeia, a importação do colorau a preços baixos fez com que 80% do mercado desaparecesse do dia para a noite. A empresa perdeu muitos dos seus investidores, mas soube focar-se em encontrar soluções. 
A coragem de investir em novos temperos, mesmo numa altura tão difícil, deu origem a uma trajectória de sucesso.
Desde então, a contínua aposta na inovação e nos processos de fabrico, de modo a garantir qualidade e capacidade de produção, garantiu a liderança em Portugal e uma presença cada vez maior em mercados como o Canadá, Estados Unidos, Espanha, França, Suíça, Inglaterra, Luxemburgo, Suécia, Áustria e Polónia.



PEGUE NUM MERCADO APETITOSO 

O consumidor dos nossos temperos tem boas razões para ser exigente.
Com uma vida acelerada, quer produtos práticos e funcionais. Mas, ao mesmo tempo, exige novos sabores, para dar asas à criatividade e ao prazer de cozinhar.
Em Portugal como noutros mercados, este consumidor está a redescobrir a tradição. Face a uma alimentação cada vez mais padronizada, o que é autêntico ressurge e cria novas oportunidades de mercado.
É por isso que os nossos temperos têm tido tanto sucesso, em Portugal e além-fronteiras, conquistando a indústria alimentar, a restauração e o consumidor final. Apostando nas comunidades portuguesas e nos seus hábitos alimentares, e em parceria estratégica com as mais importantes empresas do sector alimentar, a Pimensor consolida a sua liderança num mercado em franco crescimento. Com os nossos temperos Incopil e Flor das Hortas, os sabores tradicionais tornam-se práticos e fáceis de usar.
E, como estamos sempre a apresentá-los em novas combinações, a adesão não pára de crescer.








O meu agradecimento pelos excelentes produtos enviados. 

Mini almôndegas com fusilli


Deliciosos e apetecíveis, este género de pratos são "protagonistas" em muitas refeições cá de casa.
Algumas variantes mudam o aspeto e o sabor mas a base,......a base essa fica porque é do gosto de todos....come-se com vontade!!!!.
A fumegar em dias frios como os que estamos a viver, esta é a comidinha que apetece.


Ingredientes para as almôndegas:
300 gr de carne picada a gosto - piquei em casa carne de porco
1 ovo
2 fatias de pão
1 c. café de alho granulado Chaparral - Pimensor
1 c. chá de coentros folhas Chaparral - Pimensor
Q.b. de moinho 5 pimentas Suldouro
Q.b. de sal Rui Simeão Tavira Sal
Q.b. de pão ralado Rialto

Ingredientes para a massa e molho:
300 gr de fusilli
3 tomates
1 cebola média
1 c. chá de alho granulado Chaparral - Pimensor
Q.b. de azeite
Q.b. de salsa picada fresca
Q.b. de sal Rui Simeão Tavira Sal
Q.b. de moinho pimenta branca Suldouro
1 folha de louro Suldouro
Q.b. de queijo ralado a gosto


Preparação do molho:
Numa frigideira colocar o azeite e refogar a cebola picada até ficar translúcida;
Juntar os tomates em cubos, sem pele e sementes, o alho e o louro;
Temperar de sal e pimenta e aromatizar com a salsa deixando ao lume mais 8 ou 10 minutos até apurar - reservar na frigideira;

Preparação das almôndegas:
Começar por esfarelar o pão e misturar com a carne picada, o ovo batido, o alho, a salsa, o sal e a pimenta;
Misturar bem com as mãos ( uso luvas descartáveis ) até obter uma mistura homogénea;
Fazer pequenas bolas e passar ligeiramente pelo pão ralado;
Numa frigideira com pouco azeite, dourar as almôndegas, retirar e escorrer em papel absorvente;
Juntar as almôndegas ao molho e cozinhar mais uns minutos;

A massa:
Cozer a massa em água com sal até ficar "al dente", escorrer bem e juntar ao molho com a carne;
Sirva com o queijo ralado.



Sugiro que sirva esta refeição com piri-piri limão Flor das Hortas




Não esqueçam......saboreiem as maravilhas que a vida nos dá.....  




Nesta receita usei:

























Agradeço às empresas referidas os excelentes produtos enviados








Fonte: Auto-criação